Documento sem título
Home A Quinta Dimensão
Blog de Cassio Panuci
"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." João 8:32
 Documento sem título 
Postagem 
Menu  Documento sem título
Categorias
1) Salvação(7)

VIDA ETERNA,SEGURANÇA EM DEUS, JUSTIÇA DE DEUS. PERDEMOS A SALVAÇÃO? BASTA CRER PARA SER SALVO,VISÃO, CUMPRIR A CARREIRA.

2) Triunidade(4)

DEUS PAI, DEUS FILHO, DEUS ESPIRITO SANTO; AUTORIDADE ESPIRITUAL, REBELDES, NOME DE JESUS, SANGUE DE JESUS.

3) Trevas(1)

BATALHA ESPIRITUAL, SALMOS 121, MALDIÇÃO HEREDITÁRIA, CURA INTERIOR,DEMÔNIOS EM CRISTÃOS,ERAS MAIS PRIMITIVAS DA TERRA, COMO NEUTRALIZAR A ASTROLOGIA.

4) Privilégios de ser uma nova criatura(8)

FAMÍLIA, CASAMENTO PROBLEMÁTICO,REDIMIDOS DA MALDIÇÃO DA POBREZA, PROSPERIDADE, DÍZIMOS,OFERTAS, PRIMÍCIAS, CURA DIVINA, ANJOS.

5) Oração(8)

SONHOS, ALIMENTAÇÃO, QUARTA DIMENSÃO, AÇÚCAR E COCAÍNA,DONS, OBSTÁCULOS A FÉ, PODER DA PRESSÃO,TIPOS DE ORAÇÃO, OBSTÁCULOS À ORAÇÃO, SANGUE E BATALHA ESPIRITUAL.

6) Palavra(3)

IGREJA, CRESCIMENTO DA IGREJA, O PODER DO QUE FALAMOS, SANTIFICAÇÃO PROFUNDA, VIDA DA IGREJA, APÓSTOLOS.

7) Amor e Arrebatamento(4)

CINCO LINGUAGENS, MOEDA DO REINO, MISERICÓRDIA, CHAMADO, ADORAÇÃO E LOUVOR, SÁBADO OU DOMINGO, SETE IGREJAS DO APOCALIPSE, MODELOS DE IGREJA, ARREBATAMENTO DA IGREJA.

8) DIVERSOS(4)

OUTROS ASSUNTOS QUE NÃO SE ENCAIXAM NAS SETE COLUNAS BÁSICAS.

HUMOR(1)

FATOS, HISTÓRIAS ENGRAÇADAS E PIADAS QUE UM CRISTÃO PODE PARTILHAR.

Perfil
Cassio Alberto Rangel Panuci, pastor, escritor.
15
SET
2015
A PARÁBOLA DO DENTE DE OURO

15 09 15 – PARABOLA DO DENTE DE OURO

 

Ap 3: 16 Assim, porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca; 17 pois dizes Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu. 18 Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas.

Um dia um cristão foi adorar ao nosso Deus Jeová e quando voltou do culto, ficou surpreendido ao olhar no espelho, pois um dente normal havia sido transformado em dente de ouro, em sua boca. Foi um milagre de Deus! Um presente! Perguntou ao pregador do evangelho a razão daquilo ocorrer e ele disse que era para que os incrédulos vissem que Deus faz o que quer e ninguém pode impedi-Lo de agir e foi lhe dito que perguntasse: Para quê e não Porque? Ele o nomeou: Gold tooth.

Já havia um outro dente parecido com o Gold tooth em sua boca, um que com algumas economias aquele Corpo havia recoberto de material dourado há tempos atrás, que assim que soube ficou com ciúmes e disse: Quem é este intruso que de uma hora para outra invade a minha boca, aonde todos me louvam pelas minhas riquezas e diferença?

Sem que o Gold tooth perceba, começa uma disputa silenciosa entre os dois, já que quando se faziam as refeições todos eram necessários, mas o dente dourado, aproveitando-se da sua condição, queria sempre mostrar que era mais necessário, mais importante, mais virtuoso; o que o atrapalhava era que o Corpo era cristão e ele tinha que usar uma capa de humildade e modéstia, que nem lhe cabia bem.

Gold tooth, na verdade, nem sabia que era diferente dos outros e não se importava com isto, pois sabia que antes daquela oração do pregador que o transformou, ele era igualzinho aos outros e agora se tinha alguma glória a mais, nada poderia lhe ser atribuído por isto.

O tempo passou e o dente dourado, já empossado de posições que  não fazia mais por merecer, já que estava desinteressado em ter verdadeiramente transformada sua capa dourada em ouro refinado pelo fogo, começou a desprezar Gold tooth e outros também, que a seu ver não eram tão santos quanto ele e os que aderiram à sua panelinha.

“Eu tenho, eu posso, eu faço, meus recursos me bastam, não preciso de ninguém” era o seu lema, até que o Corpo começou a perceber a mastigação insuficiente, a pouca insalivação e a forma como o dente dourado conduzia seus liderados, que mantinha sob pressão, já que era semelhante ao ouro e os outros todos iguais, à exceção daquele estranho Gold tooth, o qual já tinha sugerido que fosse arrancado da boca, por ser muito diferente e estranho.

Um dia, numa instrução bíblica, o Corpo percebeu que todos os órgãos e partes de si mesmos eram essenciais e que a falta ou a anulação de um ou mais, causada pela DIVISÃO DO CORPO e os que a apóiam, não deveria ser mais tolerada e num teste de visão, santidade e produtividade decidiu eliminar o dente dourado e colocar um dente de ouro em seu lugar; não precisou nem fazer força, pois o Senhor lhe deu um enjôo muito grande e quando percebeu já havia vomitado o dente dourado.

 

MORAL DA HISTÓRIA: é muito estranho, Deus, na Sua sabedoria constituir um corpo perfeito e completo para cada cidade ou missão e os homens escolherem a seu bel prazer quem serve e quem não serve para ser cristão e deixá-lo deficiente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




CASSIO PANUCI

Deixe um Comentário

Nome  (obrigatório)


E-mail  (obrigatório)


Comentário

 Documento sem título

Todos os direitos reservados